a vida é engraçada

A vida quando quer consegue ser um pouco menos doce. Pelas 0h ou pelas 24h do passado dia 7 de janeiro dei entrada nas urgências do Hospital Espírito Santo, em Évora. Desta vez quando lá cheguei não sabia o que se estava a passar comigo tinha uma dor de cabeça enorme não conseguia olhar para cima e só estava bem de cabeça baixa. Só fui atendida às 4h da madrugada, onde se verificou logo que tinha a tensão baixa muito alta, isto é, para uma pessoa que tem sempre uma tensão baixa de 6 e uma tensão alta entre os 10 e os 11, tinha a tensão alta de 11 e a baixa 8.  Após exames complementares, raio-x e análises, foi me diagnosticado uma gripe. Ainda nunca me tinha acontecido isto, uma gripe variar-me as tensões.
No próximo dia 19 de janeiro tenho mais uma ressonância pélvica. Agora vai ser um exame que vai ter um resultado menos bom, porquê? Porque quando se está febril não se pode fazer a tal injeção que eu faço, adalimumab ou conhecida como Humira. Agora ao não fazer a medicação vai ter repercussões e então começo a pensar que a ressonância pélvica não vai ter o resultado que tanto eu como os médicos esperamos.
Mas não me sinto preocupada com isso, estranho! Nem me sinto triste, mais estranho! Sinceramente? Nem estou muito preocupada até parece que já sei qual vai ser o resultado. Como se isso fosse possível.
A vida é engraçada! Costumo dizer que esta situação toda, esta crise, tem me ajudado a me descobrir, tenho descoberto os meus limites físicos quantos aos psicológicos.... Bem esses é outra história. Pode ser que um dia destes eu vos conte....
Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Experiência kefir

Sacada do dia

Comunicado às senhoras