Todos os dias tomamos decisões!

Todos os dias tomamos decisões! Eu tomei uma muito importante na minha vida ainda este ano e não passa por operações. Simplesmente, tem a a ver com o meu passado, o meu presente, e que vai sem dúvida mexer com o meu futuro.
Tomei a decisão de fechar o meu coração para não voltar a ter mais decepções na vida e para que mais nenhum homem me faça o mesmo que estes dois me fizeram. Por isso, proibi-me de me apaixonar. 
Estou cansada de ser mal interpretada pelo sexo oposto. Será que hoje em dia uma mulher já não pode ter uma amizade com um homem sem que seja interpretada que está totalmente perdida de amores por ele? Eu acho perfeitamente normal uma mulher sentir-se atraída por um homem apesar de ele/ela terem um compromisso com uma terceira pessoa mas daí a envolver-se com uma pessoa vai um grande passo. 
Quando tomei a decisão de fechar o meu coração e «deitar a chave fora para o fundo do mar» foi para evitar este tipo de situações que podem vir a ser constrangedoras. Para evitar passar por esse tipo de situação fechei para nunca mais abrir, sei que posso parecer drástica ao dizer isto, mas de que me serve ter uma pessoa que só se importa comigo nas horas boas? E nas horas menos boas? Que eu saiba quando assumimos uma relação com uma pessoa é para o bom e para o menos bom. Mas comigo as relações só resultavam para o bom assim que adoecia já estavam dispostos a revogar o "contrato". Então não bastava eu estar doente se não ainda me ir a baixo por causa de o meu querido praticamente me rejeitar, então uma coisa associada à outra ainda fazia com que piorasse mais a minha saúde, então tomei esta decisão. Assim, também, me previno de alguma decepção amorosa. Não sei se o fiz bem ou se o fiz mal mas até agora estou a adorar esta decisão. 
Sei que de início fui me abaixo, fiquei cabisbaixa, praticamente já nem sorria mas agora estou verdadeiramente bem.
Tenho uma amiga que está sempre a lamentar-se por estar sozinha, eu estou sempre a dizer-lhe que ela está a ver as coisas mal, e que assim vai acabando por se destruir porque só pensa em como se sente miserável, já lhe disse umas poucas vezes que a depressão dói e que ela tem de procurar ajuda para ver o que se passa com ela, mas mais parece que ela não está para aí virada e só quer lamentar-se e achar-se uma coitadinha. Eu sinceramente não tenho paciência para essas coisas e passo me da cabeça quando ela começa a chorar por causa disso. Ela só está sozinha à meia dúzia de meses, eu estou sozinha já vai fazer um ano e devo-me ter queixado para aí umas duas ou três vezes. 

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Experiência kefir

Sacada do dia

Comunicado às senhoras